Instrumentos de Percussão | O que é? E quais são?

O QUE É PERCUSSÃO - INSTRUMENTOS PERCUSSÃO ORIGEM

Você sabe o que é percussão? Sabe da origem ou quais são os instrumentos de percussão e sua classificação? Saiba um pouco mais sobre os Instrumentos de Percussão.

O QUE É PERCUSSÃO?

Segundo o bom e velho dicionário português, este é o significado de percussão:

per·cus·são

1.  Ato ou efeito de percutir.

2. Embate, choque, pancada.

3. Vibração que resulta de pancada ou batimento.

4. [Música]  Conjunto dos instrumentos cujo som é produzido com batimentos.

Percussão , do latim percussio, é a ação e o impacto da percussão (dando golpes repetidos). Seu significado mais recorrente está ligado ao ambiente melódico para nomear o grupo de dispositivos de percussão em uma banda ou orquestra.

OUTROS SIGNIFICADOS

4. [Medicina]  Exame clínico feito com pequenas pancadas com os dedos ou com um instrumento sobre a área examinada.

Na medicina, a percussão é o procedimento de bater suavemente em diferentes partes do corpo para avaliar o tamanho, as bordas, a consistência e a presença viável de fluido nos órgãos do corpo. Tais golpes podem ser realizados com os dedos ou com pequenos dispositivos.

Os médicos, desta forma, escutam o ruído produzido pela percussão e têm a possibilidade de identificar anomalias. Os ossos, por exemplo, têm que soar rígidos, enquanto os pulmões têm que criar um som oco uma vez que estejam cheios de ar.

INSTRUMENTOS MUSICAIS DE PERCUSSÃO

As ferramentas de percussão são artefatos que geram ruído quando atingidos, abalados ou em percussão de qualquer forma.

Esta percussão pode ser desenvolvida com baquetas, com barras de metal, com as mãos ou batendo em dois corpos um contra o outro. Esta grande variedade de modalidades torna possível obter uma ampla gama de sons e tipos de aparelhos.

As ferramentas de percussão têm uma enorme importância na canção, pois, em um grupo de instrumentos, sua função comum é marcar o ritmo da peça. Isto faz com que sejam comumente observados como o ritmo de uma estrutura musical.

Há uma vasta gama de instrumentoss de percussão que podem ser classificados de acordo com diferentes critérios. Descubra as classificações mais correntes em uso hoje em dia.


COMO SURGIU OS INSTRUMENTOS DE PERCUSSÃO?

O início das próprias ferramentas de percussão são historicamente atribuídos às comunidades africanas e asiáticas primitivas. Pensa-se que este tipo de emissão sonora tenha sido um dos primeiros tipos de canções usadas pelos humanos, dada sua facilidade de produzir e produzir sons.

Em vários sítios arqueológicos, foram encontradas representações de indivíduos dançando perto de um tambor. Além disso, vários objetos musicais foram encontrados, como troncos de árvores fossilizadas, provavelmente usados como tambores primitivos, e algumas variantes de litofones, pedras de vários tamanhos que foram colocadas em um tronco ou em um buraco no chão, usadas para gerar canto melódico por percussão.

OS TIPOS DE INSTRUMENTOS DE PERCUSSÃO

Há um enorme conjunto de artefatos na família principal de instrumentos de percussão. Por esse motivo, existem diferentes critérios para classificá-los. As formas mais frequentes de categorização dividem os intrumentos de percussão por sua definição sonora, por seu procedimento de execução (percussão, tremor ou fricção) ou por seu componente produtor de som (idiofones, membranofones e cordas percussivas).

  • Meio de produção de ruídos:

Os instrumentos de percussão têm a possibilidade de serem classificadas de acordo com a probabilidade de criar sons de tom definido ou indeterminado.

Indefinido: A maioria dos instrumentos de percussão são caracterizados pela falta de escala, ou seja, geram um único ruído ou uma gama de sons bastante limitada. Eles são claramente utilizados por suas propriedades timbrais e sonoras e têm, principalmente, uma funcionalidade puramente rítmica.

Definido: A vibração destes tipos de instrumentos de percussão cria sons que observam à série harmônica e permitem uma perfeita afinação de suas notas. Vários têm elementos diferentes, cada um afinado a um passo diferente, tais como xilofones ou timpanos. Estes dispositivos têm a possibilidade de desempenhar um papel melodioso ou harmônico em uma melodia.

  • Tipo de execução:

Percussão: Dispositivos que são tocados por efeito com o fator que gera o ruído, seja ele uma pele, uma corda ou o próprio corpo humano do instrumento. Esta é a maneira mais comum de tocar.

Agitação: Dispositivos cujo tocar depende do tremor, manual ou não, de todo o instrumento, tais como o caxixi, ganzá, maracas e guizos.

Fricção: Artefatos cuja produção de ruído depende do atrito ou da fricção. Este atrito pode ser desenvolvido com baquetas (como no reco-reco e guiro), com um pano molhado (cuíca) ou com uma rede de contas, como no xequerê e afoxé.

QUAIS SÃO OS INSTRUMENTOS DE PERCUSSÃO MAIS USADOS?

Muitos instrumentos de percussão são utilizados hoje em dia e podemos nos deparar com uma grande diversidade deles. Porém, separamos apenas alguns dos instrumentos de percussão mais famosos nos dias atuais.

varios-instrumentos-musicais-de-percussao

Pandeiro: O pandeiro é uma ferramenta que evoluiu a partir da mistura de um tambor de armação com vários címbalos. Estes pratos são encontrados em toda a estrutura que suporta a membrana do tambor. Esta ferramenta é tocada diretamente ao golpear e sacudir com as mãos.

Triângulo: O triângulo é uma ferramenta de percussão idiofônica. Esta ferramenta consiste em um triângulo de metal aberto que vibra quando golpeado por uma haste, que também é feita de metal. A nota desta ferramenta tem um tom indefinido e um grande ruído.

Maracas: As maracas são dispositivos de percussão feitos de um recipiente esférico, principalmente feito de madeira, e cheios de sementes que geram um ruído característico ao bater nas paredes do instrumento. Estes dispositivos também têm um cabo, pois precisam ser abanados para gerar ruído.

Agogô: O agogô, chamado também de gã, teve sua origem na África ocidental. Aqui no Brasil, ele chegou com os escravos e foi muito utilizado em seus rituais religiosos e festas. É feito de dois ou mais cones ocos unidos por um arco arredondado, podendo ser de metal ou de madeira.

Címbalos: Os címbalos, também conhecidos como pratos, consistem em 2 discos metálicos que geram ruído quando colidem entre si ou quando são atingidos pelas baquetas.

Xilofone: O xilofone é um instrumento que cria seu ruído a partir da vibração das folhas de madeira. O termo xilofone vem da palavra grega xylon (madeira) e fono (voz). As primeiras variantes deste instrumento foram criadas no continente asiático. Mais tarde, o instrumento chegou à África devido aos negócios e evoluiu para a forma como está hoje. Esta ferramenta é a precursora de outros instrumentos similares, como a marimba ou o vibrafone.

Marimba: A marimba é um instrumento de percussão feita de lâminas de madeira que gera uma nota definitiva uma vez tocada. A principal diferença do xilofone para a marimba esta no tubo ressonador sob cada lâmina que amplifica o ruído e também no número de teclas.

Claves: As claves são uma ferramenta composta de duas partes de madeira, principalmente cilíndricas, que geram ruído quando colidem. Embora geralmente sejam feitas de madeira, elas também têm a possibilidade de descobrir chaves de fibra de vidro ou mesmo de plástico.

Cajón: O cajón é um instrumento retangular, principalmente feita de madeira, que emite ruído quando um de seus lados é atingido. Este lado em que a percussão é gerada é muitas vezes mais fino do que os outros. No lado oposto, muitas vezes há um buraco que torna possível amplificar o ruído. O cajón é tocado diretamente com as mãos, embora em muitos casos ele também seja tocado com os dedos ou com baquetas especiais.

Castanholas: As castanholas são de grande antiguidade feita de duas peças côncavas de madeira unidas por um cordel. As castanholas geram um ruído quando batem umas nas outras e são tocadas com apenas uma mão. É costume tocar as castanholas com cada mão, para que uma grande variedade de ritmos possa ser executada.

Bongôs: O bongô é uma ferramenta membranófona de origem afro-cubana que consiste em dois tambores ligados por um pedaço de madeira. No lado oposto da membrana, todos os tambores estão abertos. Os dois tambores são de tamanhos diferentes, portanto um cria uma nota mais alta do que o outro.

Caixa: A caixa é semelhante a um tambor de baixo que gera um ruído metálico característico devido a uma seqüência de cabos esticados em sua parte inferior. É tocado com 2 varas de madeira e pertence aos recursos fundamentais de um kit de bateria. Também é comum em bandas militares e até mesmo em orquestras.

Bateria: A bateria na verdade, é formada por um grupamento básico de instrumentos, que são: bumbo, caixa, chimbal, pratos e surdos. Apenas no final do século 19, a bateria ganhou a cara que conhecemos hoje, sendo vários instrumentos tocados ao mesmo tempo.

 

✨ VOCÊ PODE GOSTAR DE:

MÚSOTECA – Conheça novos instrumentos musicais!

 

Rocca, EDGARD. Ritmos Brasileiros e seu instrumentos de percussão. Europa, Rio de Janeiro,
percussionista.com.br – A Percussão
pt.wikipedia.org – Instrumento de Percussão
Share on facebook
Share on pinterest
Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email

3 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Redes Sociais

Clave Prime Materiais Musicais

Muitas atividades, jogos e recursos musicais esperando por você! Tenha acesso a dezenas de materiais musicais quando e onde quiser. Novos materiais adicionados todos os meses!
TOP 5 da Semana
Nosso Facebook
Inscreva-se

BUSCA